Saber Sabendo - Ensinando e Aprendendo | 3 de janeiro de 2022 | Fonte: Sergio Ricardo

Desafios e soluções para 2022

Os meus amigos sempre me dizem que o cenário macroeconômico precede o microeconômico, mas como eu não sou especialista em economia, prefiro olhar em volta e entender o que está acontecendo no presente no mundo real para planejar o futuro.

2022 será o ano em que mais uma vez a tempestade perfeita estará formada, mas isso pode ser também uma plataforma de oportunidades para quem estiver pronto para isso.

Teremos que vencer os desafios da pandemia, com novas variantes ainda mais transmissíveis, que já assola o hemisfério norte e que já estão por aqui, o que impede que a economia volte ao normal, que convenhamos já não era tão normal assim, o que fez dos últimos 10 anos tempos desafiadores para as empresas. Associado a isso estão os problemas logísticos internacionais, que aumentam os custos de todos e ainda mais os nossos, que nos tornamos produtores de alimentos e de exportadores de matérias-primas. Não é um cenário nada animador, com certeza.

Some-se a isso a presença do La Niña que bagunça o clima e já se fez presente na Bahia e no Norte de Minas Gerais. Deve chover bastante onde não deveria e muito menos onde isso seria previsível.

Também é o ano em que a Copa do Mundo será em novembro, o que de certa forma não é bom para os negócios, pois virá em meio às eleições e os preparativos para o Natal.

Tudo isso quer dizer que para quem trabalha em seguros é necessário fazer um planejamento muito bem-feito, racionalizar as despesas, investir no que tem valor agregado, sobretudo em capacitação de excelência, para que se possa competir utilizando conhecimento e na captação de clientes, o que também se faz com conhecimento e método.

A verdade é que os clientes e as empresas-clientes estão muito mal e precisam reduzir custos, sem perder a proteção do patrimônio e das pessoas. Isso exige racionalizar recursos e é por isso que a assistência profissional de corretores de seguros muito bem formados e capacitados é fundamental, para que os desenhos de soluções possam ajudar a vencer os desafios.

Para quem quiser começar 2022 de forma diferente, minhas recomendações são investir em formação de excelência:

CURSOS DE CAPACITAÇÃO – CURTA DURAÇÃO E INTENSIVOS

MBA

No mais, o mercado de seguros já se provou resiliente. Os ventos podem fazer com que venhamos a vergar, mas nós sempre resistimos e seguimos em frente.

Uma outra boa sugestão é trocar experiências e, quem sabe, até se associar a outros corretores que possam multiplicar a musculatura, mas isso é assunto para outra coluna.

Vamos que vamos, porque 2022 já começou.

Sergio Ricardo

Executivo dos Mercado de Seguros com mais de 20 anos de experiência. Mestre em Sistemas de Gestão – UFF/MSG, MBA em Sistemas de Gestão – GQT – UFF. Engenheiro Mecânico – UGF. Foi superintendente técnico e comercial na SulAmérica Seguros. Foi membro da ANSP – Academia Nacional de Seguros e Previdência e foi Diretor do CVG – Clube Vida em Grupo RJ. Fundador do Grupo Seguros – Linkedin. Associado da ABGP, PRMIA, IARCP. Colunista da Revista Venda Mais e do Portal CQCS. Coordenador de Pós-Graduação e Professor dos programas de Pós-Graduação do IBMEC, UFF, IPETEC UCP, ENS, FGV, FUNCEFET, UVA, CEPERJ, ECEMAR, ESTÁCIO DE SÁ, TREVISAN, IBP, CBV. É, atualmente, coordenador acadêmico de vários cursos de pós-graduação, como o MBA Saúde Suplementar http://www.ipetec.com.br/mba-em-saude-suplementar-ead/, do MBA Gestão de Negócios de Seguros http://www.ipetec.com.br/mba-em-negocios-de-seguros-ead/ e do MBA Governança, Riscos Controles e Compliance na UCP. Sócio-Diretor da Gravitas AP – Consultoria e Treinamento, especializada em gerenciamento de riscos, seguros, saúde suplementar e resseguro. www.gravitas-ap.com([email protected]).

FAÇA UM COMENTÁRIO

Esta é uma área exclusiva para membros da comunidade

Faça login para interagir ou crie agora sua conta e faça parte.

FAÇA PARTE AGORA FAZER LOGIN