Notícias | 11 de março de 2024 | Fonte: Money Times

Veja o que pode destravar valor para o setor de infraestrutura

Os investimentos em infraestrutura desempenham um papel crucial no desenvolvimento sustentável e no crescimento econômico no mundo todo. No entanto, desafios como a complexidade e os riscos associados muitas vezes podem resultar em entraves significativos para a realização de aportes no setor.

Por envolver frequentemente altos níveis de investimento e a exposição a uma variedade de riscos, como os operacionais, políticos, ambientais e de construção, o seguro surge como uma ferramenta poderosa para mitigá-los, proporcionando uma rede de proteção financeira.

O Brasil é considerado uma referência mundial em grandes obras de infraestrutura, mas para que grandes projetos de engenharia e arquitetura possam ser executados, é preciso que todo o seu planejamento seja rigorosamente cumprido. O que inclui a contratação de seguros considerados essenciais para a realização das obras.

Seguro no setor de infraestrutura

Os danos decorrentes de acidentes são inerentes a todos os tipos de obras e podem gerar grandes prejuízos e, consequentemente, perdas financeiras causadas pela interrupção de negócios.

Embora não haja, perante a lei, a obrigação da contratação de seguros, algumas apólices são essenciais para minimizar perdas decorrentes de imprevistos, garantir a operacionalização dos projetos e a proteção financeira da empresa responsável pelo projeto.

Os produtos oferecidos pelas seguradoras para projetos de infraestrutura contemplam a cobertura para uma variedade de riscos – como danos materiais, responsabilidade civil, riscos políticos, atrasos na construção e até mesmo proteção contra eventos climáticos extremos.

Por isso, personalizar o seguro conforme as necessidades específicas do projeto oferece para as partes interessadas garantia de segurança financeira.

Não à toa, a contratação de seguros robustos pode facilitar o acesso a financiamentos, na medida em que os credores frequentemente consideram a existência de cobertura um fator positivo ao avaliar a viabilidade financeira de projetos de infraestrutura.

Desde o início de 2024, o assunto passou a ser pauta e o instrumento que é usado para minimizar riscos de contratos em grandes obras está alcançando outro patamar e ganhando mais visibilidade.

Por isso, a colaboração entre setores público e privado, aliada à inovação contínua no setor de seguros, será crucial para maximizar o potencial dessa abordagem integrada.

O trabalho em conjunto pode não apenas melhorar a eficiência operacional, mas também contribuir para iniciativas mais amplas de responsabilidade social corporativa, como as ações ESG (Ambiental, Social e Governança), desenvolvendo políticas e regulamentações que incentivem práticas sustentáveis e socialmente responsáveis no setor de seguros.

FAÇA UM COMENTÁRIO

Esta é uma área exclusiva para membros da comunidade

Faça login para interagir ou crie agora sua conta e faça parte.

FAÇA PARTE AGORA FAZER LOGIN