Notícias | 10 de junho de 2024 | Fonte: NSC Total

Ao menos 170 mil pessoas terão reajuste nos planos de saúde em SC

Array

Aumento de de 6,91% contempla planos individuais e familiares

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) autorizou na última terça-feira (4) o reajuste máximo de 6,91% no preço dos planos de saúde individual e familiar. Em Santa Catarina, de acordo com a agência, 170.786 beneficiários devem ter o reajuste aplicado aos contratos.

Segundo a ANS, o reajuste de 6,91% é um teto, o que significa que as operadoras podem aplicar valores menores, mas não ultrapassar esse percentual. A decisão não envolve planos coletivos, sejam eles empresariais (contratados pelas empresas onde os beneficiários trabalham) ou por adesão (adquiridos por meio de administradoras de benefícios, por exemplo).

A mudança terá validade de maio de 2024 (retroativo) até abril de 2025. Segundo a ANS, o reajuste poderá ser aplicado pela operadora no mês de aniversário do contrato, ou seja, no mês da data de contratação do plano. Para os contratos que aniversariam em maio e junho, a cobrança deverá ser iniciada em julho ou, no máximo, em agosto, retroagindo até o mês de aniversário do contrato.

Em todo o país, quase 8 milhões de beneficiários serão contemplados pela mudança. O valor representa 15,6% dos 51 milhões de consumidores de planos de assistência médica no Brasil, de acordo com a ANS.

O que explica o aumento

O aumento dos planos poderá ser o dobro da inflação medida em um ano. Além disso, o valor final é impactado por fatores como o aumento ou queda da frequência de uso do plano de saúde e os custos dos serviços médicos e dos insumos, como produtos e equipamentos médicos.

Em nota ao g1, o diretor de normas e habilitação dos produtos da ANS, Alexandre Fioranelli, disse que o cálculo se adequa “à manutenção do equilíbrio econômico-financeiro das operadoras”.

“Essa metodologia é baseada na variação das despesas médicas apuradas nas demonstrações contábeis das operadoras e em um índice de inflação, o que garante previsibilidade e transparência para toda a sociedade”, afirmou Fioranelli, em nota.

FAÇA UM COMENTÁRIO

Esta é uma área exclusiva para membros da comunidade

Faça login para interagir ou crie agora sua conta e faça parte.

FAÇA PARTE AGORA FAZER LOGIN