Notícias | 8 de março de 2004 | Fonte: Gazeta Mercantil

ACE lucra R$ 15,9 milhões em 2003

A ACE Seguradora registrou lucro líquido de R$ 15,9 milhões em 2003, alta de 57% em relação aos R$ 10,2 milhões no ano anterior, um crescimento de 57%. O volume de prêmios emitidos subiram 43%, para R$ 312 milhões. O patrimônio líquido evoluiu 97%, para R$ 63,6 milhões, e o retorno sobre o patrimônio atingiu 33%. Segundo Acácio Queiroz, presidente do conselho administrativo da ACE no Brasil e presidente para América Latina, o grupo deverá chegar a meio bilhão de reais em faturamento já em 2004.

Segundo Flávio Bauer, presidente da ACE, o resultado recorde de 2003 reflete o significativo crescimento sustentável da ACE nos últimos cinco anos, desde a sua instalação no Brasil, em 1999. O executivo destaca o índice de sinistralidade, de apenas 39%. Os ativos totais da companhia superaram R$ 163 milhões. O índice combinado ficou em 90,7%. Considerando-se o ganho financeiro, o índice cai para 88,4%. O resultado financeiro do grupo registrou queda, passando de R$ 10,6 milhões para R$ 6,3 milhões em 2003. Em compensação, o resultado das operações de seguros evoluiu de R$ 3,5 milhões para R$ 15,8 milhões.

Segundo ele, a ACE é a principal seguradora no mercado de afinidades, ofertando apólices de vida, acidentes pessoais, seguro desemprego por meio de diferentes canais de distribuição como companhias telefônicas, drogarias, cartões de crédito, hipermercados, distribuidoras de energia elétrica, instituições financeiras, tevês por assinatura, entre outros.

A carteira de riscos aleatórios, onde estão computados tais seguros, movimentou prêmios ganhos de R$ 42,9 milhões, juntamente com acidentes pessoais, com R$ 20,2 milhões. A sinistralidade dessas carteiras é de 15% e 10% e o índice de comissionamento de 31% e 40%, respectivamente.

A ACE foi fundada em 1985, em Hamilton, Bermudas, e hoje opera em aproximadamente 50 países com mais de 100 escritórios. No ano passado, o grupo registrou faturamento de pouco mais de US$ 14 bilhões e lucro líquido superior a US$ 1,4 bilhão. Com ativos da ordem de US$ 43,4 bilhões, a ACE comprou nos últimos quatro anos aproximadamente dez companhias ligadas a atividade seguradora, além da operação de ramos elementares da Cigna, que envolveu uma transação de US$ 3,45 bilhões, incluindo a carteira de ramos elementares do grupo no Brasil. O grupo está sediado em São Paulo e conta com três filiais: Rio, Curitiba e Porto Alegre.

FAÇA UM COMENTÁRIO

Esta é uma área exclusiva para membros da comunidade

Faça login para interagir ou crie agora sua conta e faça parte.

FAÇA PARTE AGORA FAZER LOGIN