Seguro em Latim | 9 de dezembro de 2021 | Fonte: Pedro London

Já imaginou pedir uma pizza em casa e ganhar um seguro?

Donos do Ifood e Zé Delivery investem em ferramenta para Corretores de Seguros – CQCS

Não é de hoje que escutamos que grandes players do mercado estão entrando de cabeça em seguros, enquanto isso os corretores ainda estão comemorando a chegada de alguém da classe na superintendência da SUSEP. Como minha mãe sempre diz: “o tempo passa, o tempo voa…” mas a poupança Bamerindus não continuou numa boa. 

Qualquer analogia ou semelhança com a profissão de corretor de Seguros não seria estranha. Sempre que leio uma notícia “disruptiva” procuro entender 3 pontos. Vou relacionar a matéria do CQCS, mas é importante sempre manterem essa linha com todas as noticias que lhe interessarem;

  1. Cenário atual:

– Com a pandemia as techs vieram com tudo, tanto em relação a novos projetos, mas principalmente em ser “cool”, “ da moda”, com isso todo mundo gosta e quer surfar junto. As Insurtechs já vem forte há um tempo, só em 2021 surgiram 36 novas (A Tutum veio nesse balaio). A Grande maioria das Insurtechs querem tirar o intermediário (seja ele quem for), mas percebam que o Ifood e o Zé Delivery não fizeram isso em seu modelo de negócio. Eles usam o intermediário para fazer o estoque, produção, mkt e alguns casos até a entrega do Produto. Então o que eles fazem: Literalmente eles jogam cliente para dentro. Nesse cenário a chegada desses players pode ser uma chance GIGANTESCA para o corretor (leia-se intermediário ou vice e versa). 

– Outro ponto importante do cenário atual é o consumidor. Os tempos mudaram, o perfil de compra mudou, mas principalmente o que mudou foi o acesso a informação. O Consumidor atual pesquisa e compara tudo rapidamente, não existe mais o famoso “vendedor de Janela” americano, que vende de tudo e não entrega nada. Nós últimos tempos a Tex lançou um propaganda que demonstra uma das habilidades Gosto muito da propaganda nova da Tex, que mostra  um pouco como essa dinâmica e rotina será alterada – https://www.youtube.com/watch?v=eqCfILpErZc

2. O que isso afeta no dia a dia:

A grande maioria do mercado vai insistir em dizer que isso não altera em nada e manter a figura soberana do corretor como detentor de toda informação. Mas aos poucos, em alguns ramos que viraram commodities, isso está sendo “desmistificado”. 

A Entrada de players externos, com operações grandes tem duas análises iniciais: 

. A distribuição dos seguros vai aumentar RAPIDAMENTE E EM LARGA ESCALA, com maior distribuição, terá mais mídia e com isso a cultura muda e se multiplica. Nesse cenário habita a primeira mudança no dia a dia. 

Ficará cada vez mais fácil a compra de seguros, operações terão que ser desburocratizadas, formulários serão reduzidos, trazendo mais agilidade para o ponto (uhul todos podem comemorar)

3.Quais ações posso tomar para “nadar” ou proteger. 

A) Faria uma lista de todos os restaurantes da região e visitaria para criar relacionamento em todos. Descobriria e tentaria conversar com o dono, funcionários, analisaria cardápio (para entender ticket médio) veria se o restaurante está cheio ou vazio e etc. IMPORTANTE: Não tentaria vender/oferecer nada nesse momento. CRIE RELACIONAMENTO

B)Mudaria minha rede social, trazendo informações diretamente para esse público, falando sobre seguro restaurante, sobre o comercio local. Quando eles te pesquisarem nas redes, verão que que sua bandeira está fincada. Além de conseguir indicações preciosas com dicas boas. USE O PODER DA MULTIPLICAÇÃO

C)Construiria uma página de vendas focadas em leads desse público. Afinal os donos de restaurante serão impactados pelo Ifood, vão começar a se atentar ainda mais a necessidade de fazer seguro. É nesse momento que o corretor entra com o relacionamento. 

Para isso existem várias ferramentas no mercado, gosto de usar 2: Nimble ( para todos os ramos) – https://www.textecnologia.com.br/solucoes/nimble-venda-de-seguros-online

  e Aprovitta para planos de saúde: https://approvita.com.br/

Como uma antiga chefe minha dizia: “Ou você muda ou a mudança te atropela” Corretores irão dominar o mundo, se agirem com inteligência. 

Se você gostou e acha úteis essas dicas, curta, comenta, compartilha, vamos fazer essa mensagem chegar nos corretores e cada vez elevar mais o nível do mercado.

Pedro London

Brasileiro, Curitibano por nascença e carioca por escolha, casado e pai do Miguel. Acredita que a educação informal tem o poder de mudar o mundo! CEO/Founder da Tutum-Escola de Seguros. Profissional com mais de 15 anos no mercado, iniciou sua trajetória como estagiário na Master Comunicação, sólida experiência pelo grupo Boticário atuando na categoria de Marcas e produtos e  Trade marketing. Fez o restante da sua carreira no mercado securitário aonde atuou como Lifeplanner®️️ na Prudential do Brasil e se tornou gestor comercial no Rio de Janeiro durante 5 anos. Hoje Empreende em Educação na área de seguros e criou sua própria Start-Up – Tutum - uma comunidade voltada para os amantes de seguro. Anjo investidor da Academia Médica e da Nammou.

FAÇA UM COMENTÁRIO

Esta é uma área exclusiva para membros da comunidade

Faça login para interagir ou crie agora sua conta e faça parte.

FAÇA PARTE AGORA FAZER LOGIN